Diário de Cannes .:: Os esquecidos?

Lost City Of Z (James Gray)
O Festival de Cannes está oficialmente iniciado, em partes é claro, ontem a linda lista da competição foi divulgada, mas vários diretores foram deixados de lado, alguns deles sempre marcaram presença na competição ou em sessões paralelas, quem foi esquecidos, afinal?

Já sabíamos que Martin Scorsese não estaria na competição, o filme de Terrence Malick quem sabe o fim que tomou, um dos filmes mais aguardados por mim La La Land, de Damien Chazelle não apareceu, nem mesmo The Light Between Oceans, de Derek Cianfrance que ao que parece, tinham algum prestígio no festival, não apareceu. Outro cotado para a lista do festival era Salt & Fire, de Werner Herzog, ao que parece nenhum dos filmes fez gosto aos curadores do festival.

Outro deixado para trás foi Story of Your Life, de Denis Villeneuve – em 2015 ele agradou em parte o público em Cannes com seu Sicário mas, não deu para o canadense esse ano. Por outro lado, algumas ausências são muito estranhas, a principal delas é The Lost City of Z, de James Gray, ele que está sempre – sempre mesmo – na competição, não agradou os curadores, outra ausência estranha foi de The Salesman, de Asghar Farhadi entre outros premiados em edições anteriores como Amat Escalant, Benoît Jacquot, Mathieu Amalric e a pergunta que não quer me calar, o que aconteceu com Michael Haneke?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s